Gloss√°rio

 


 

DICION√ĀRIO DE SEGURAN√áA DO TRABALHO

1. Acidente de Trabalho
Aquele que acontece no exercício do trabalho a serviço da empresa,provocando
lesão corporal ou perturbação funcional podendo causar morte, perda ou redução
permanente ou tempor√°ria, da capacidade para o trabalho.

Equiparam-se aos acidentes de trabalho:

o acidente que acontece quando você está prestando serviços
por ordem da empresa fora do local de trabalho
o acidente que acontece quando você estiver em viagem a serviço da empresa
o acidente que ocorre no trajeto entre a casa e o trabalho ou do trabalho para
casa.
doença profissional (as doenças provocadas pelo tipo de trabalho.
doença do trabalho (as doenças causadas pelas condiçoes do trabalho.

2. Acidente Fatal (NR-18)
o acidente que provoca a morte do trabalhador.

3. Acidente Grave (NR-18)
quando provoca les√Ķes incapacitantes no trabalhador.

4. Adicional de Insalubridade (NR-18)
adicional que deve ser pago ao trabalhador que trabalha em condi√ß√Ķes de
insalubridade.
O exerc√≠cio de trabalho em condi√ß√Ķes de insalubridade assegura ao trabalhador a
percepção de adicional incidente sobre o salário mínimo da região, equivalente
à:
40% para insalubridade de grau m√°ximo,
20% para insalubridade de grau médio
10% para insalubridade de grau mínimo. (NR Р15.2)

5. Adicional de Penosidade (NR-18)
adicional que deve ser pago ao trabalhador que trabalha em condi√ß√Ķes de
penosidade. O adicional de penosidade é previsto pela Constituição Federal de
1988, Artigo 7¬ļ, XXIII.

6. Adicional de Periculosidade
adicional que deve ser pago ao trabalhador que trabalha em condi√ß√Ķes de
periculosidade.
O exerc√≠cio de trabalho em condi√ß√Ķes de periculosidade assegura ao trabalhador a
percep√ß√£o de 30% sobre o sal√°rio, sem acr√©scimos resultantes de gratifica√ß√Ķes,
prêmios ou participação nos lucros da empresa. (NR Р16.2).

7. Acidente Grave (NR-18)
quando provoca les√Ķes incapacitantes no trabalhador.

8. Agentes biológicos (NR-9)
Consideram-se agentes biológicos as bactérias, fungos, bacilos, parasitas,
protozoários, vírus, entre outros

9. Agentes ergon√īmicos
desjustes de ritmo e frequencia de trabalho, equipamento e instrumentos
utilizados na atividade profissional que podem gerar desgaste físicco,
emocional, fadiga, sono, dores musculares na coluna e articula√ß√Ķes.

10. Agentes físicos (NR-9)
diversas formas de energia a que possam estar expostos os trabalhadores, tais
como: ru√≠do, vibra√ß√Ķes, press√Ķes anormais, temperaturas extremas, radia√ß√Ķes
ionizantes, radia√ß√Ķes ionizantes, bem como o infra-som e o ultra-som.

11. Agentes químicos (NR-9)
subst√Ęncias, compostos ou produtos que possam penetrar no organismo pela via
respiratória, nas formas de poeiras, fumos, névoas, neblinas, gases ou vapores,
ou que, pela natureza da atividade de exposição, possam ter contato ou ser
absorvido pelo organismo através da pele ou por ingestão.

12. Alta-Tens√£o (NR-18)
é a distribuição primária, em que a tensão é igual ou superior a 2.300 volts.

13. Amarras (NR-18)
cordas, correntes e cabos de aço que se destinam a amarrar ou prender
equipamentos à estrutura.

14. Ancorada (ancorar) (NR-18)
ato de fixar por meio de cordas, cabos de a√ßo e vergalh√Ķes, propiciando
segurança e estabilidade.

15. Anem√īmetro
aparelho destinado a medir a velocidade do vento.

16. Andaime: (NR-18)
a) Geral – plataforma para trabalhos em alturas elevadas por estrutura
provisória ou dispositivo de sustentação;
b) Simplesmente Apoiado Рé aquele cujo estrado está simplesmente poiado,
podendo ser fixo ou deslocar-se no sentido horizontal;
c) Em Balanço Рandaime fixo, suportado por vigamento em balanço;
d) Suspenso Mec√Ęnico – √© aquele cujo estrado de trabalho √© sustentado por
travessas suspensas por cabos de aço e movimentado por meio de guinchos;
e) Suspenso Mec√Ęnico Leve – andaime cuja estrutura e dimens√Ķes permitem suportar
carga total de trabalho de 300 kgf, respeitando-se os fatores de segurança de
cada um de seus componentes;
f) Suspenso Mec√Ęnico Pesado – andaime cuja estrutura e dimens√Ķes permitem
suportar carga de trabalho de 400 kgf/m2, respeitando-se os fatores de segurança
de cada um de seus componentes;
g) Cadeira Suspensa (balancim) – √© o equipamento cuja estrutura e dimens√Ķes
permitem a utilização por apenas uma pessoa e o material necessário para
realizar o serviço;
h) Fachadeiro Рandaime metálico simplesmente apoiado, fixado à estrutura na
extens√£o da fachada.

17. Anóxia Anêmica
Incapacidade de oxigenar os org√£os e os tecidos do corpo

18. Anteparo (NR-18)
designação genérica das peças (tabiques, biombos, guarda-corpos, pára-lamas
etc.) que servem para proteger ou resguardar alguém ou alguma coisa.

19. Antropometria
Ci√™ncia que estuda aos medidas das partes do corpo humanoe suas propor√ß√Ķes.
Geralmente a finalidade dos estudos da Antropometria é classificatória e
comparativa.

20. Arco Elétrico ou Voltaico (NR-18)
descarga elétrica produzida pela condução de corrente elétrica por meio do
ar ou outro g√°s, entre dois condutores separados.

21. Aparelho de Marsh
aparelho utilizado para identificar ars√™nico, merc√ļrio e antim√īnio

22. √Ārea de Controle das M√°quinas (NR-18)
- posto de trabalho do operador.

23. √Āreas de Viv√™ncia (NR-18)
áreas destinadas a suprir as necessidades básicas humanas de alimentação,
higiene, descanso, lazer, convivência e ambulatória, devendo ficar fisicamente
separadas das √°reas laborais.

24. Armação de Aço (NR-18)
conjunto de barras de aço, moldadas conforme sua utilização e parte
integrante do concreto armado.

25. ART (NR-18)
Anotação de Responsabilidade Técnica, segundo as normas vigentes no sistema
CONFEA/CREA.

26. Asbestose
doença do pulmão causada pela inalação de partículas de amianto (asbesto).
As fibras de amiantos nos pulm√Ķes causam irrita√ß√£o e inflama√ß√£o. O organismo
tenta neutralizar estas fibras de v√°rios modos complexos, e alguns desses
métodos causam inflamação e dano ao pulmão. Quase sempre uma fibrose ou um
tecido cicatrizado se desenvolve nos espaços intersticiais, ao redor dos
bronqu√≠olos e alv√©olos. Se isso ocorre o oxig√™nio e o g√°s carb√īnico n√£o mais
fluem livrementte até alvéolos e as cellulas sanguíneas. Isso faz com que a
respiração se torne menos eficiente.

27. ASO – atestado de sa√ļde ocupacional
atestado emitido pelo médico, em virtude da consulta clínica, quer seja ela
feita por motivo de admissão (admissional), periódica, de mudança de função, de
retorno ao trabalho ou demissional.

28. Aterramento Elétrico (NR-18)
ligação à terra que assegura a fuga das correntes elétricas indesejáveis.

29. Atividade Insalubre (NR-15)
s√£o consideradas atividades insalubres que se desenvolvem:
1. acima dos limites de toler√Ęncia previstos nos anexos 1, 2, 3, 5, 11 e 12 da
NR-15.
2. nas atividades mencionadas nos anexos 6, 13 e 14 da NR-15.
3. comprovadas através de laudo de inspeção do local do trabalho, constante nos
anexos 7, 8, 9 e 10 da NR-15.

30. Atividade Penosa (Projeto de Lei n¬ļ 2168/89 e 1808/89)
Segundo o projeto de lei n¬ļ 2168/89 √© atividade penosa aquela que demanda
esforço físico estafante ou superior ao normal, exigindo atenção contínua e
permanente ou resultem em desgaste mental ou stress. Segundo o projeto de lei n¬ļ
1808/89 é atividade penosa aquela que em razão de sua natureza ou intensidade
com que é exercida, exige do empregado esforço fatigante, capaz de diminuir-lhe
significativamente a resistência física ou a produção intelectual.

31. Atividades Perigosas (CLT e NR-16)
aquelas que, por sua natureza ou métodos de trabalho, impliquem o contato
permanente com inflam√°vel ou explosivos em condi√ß√Ķes de risco acentuado. A NR-16
ainda versa que s√£o consideradas atividades e opera√ß√Ķes perigosas as constantes
nos anexos numeros 1 e 2 da NR-16. Estes anexos da NR-16 referem-se a atividades
com explosivos e inflam√°veis.

32. Atmosfera Perigosa (NR-18)
presença de gases tóxicos, inflamáveis e explosivos no ambiente de trabalho.

33. Autopropelida (NR-18)
máquina ou equipamento que possui movimento próprio.

34. Bancada (NR-18)
mesa de trabalho.

35. Banguela (NR-18)
queda livre do elevador, pela liberação proposital do freio do tambor.

36. Bar√īmetro
aparelho destinado a medir a pressão atmosférica.

37. Bate-Estacas (NR-18)
equipamento de cravação de estacas por percussão.

38. Bequerel
unidade de atividade de uma amostra radiativa. Equivale a 27 pCi (picocurie).

39. Biqueira
proteção metálica presente na parte da frente de alguns calçados de
segurança. A biqueira em geral é de aço e tem por objetivo protejer o pé do
usu√°rio contra quedas de objetos.

40. Biruta
aparelho utilizado para indicar a direção do vento. Consiste em um tronco de
cone, feito de pano ou material assemelhado, por onde passa o vento. O vento,
passando pela tronco de cone, faz com que o cone aponte para o lado que o vento
sopra, indicando sua direção.

41. Blaster (NR-18)
profissional habilitado para a atividade e operação com explosivos.

42. Borboleta de Press√£o (NR-18)
parafuso de fixação dos painéis dos elevadores.

43. Botoeira (NR-18)
dispositivo de partida e parada de m√°quinas.

44. Braçadeira (NR-18)
correia, faixa ou peça metálica utilizada para reforçar ou prender.

45. Bursa
pequenas bolsas de paredes finas em regi√Ķes de atrito entre os diversos
tecidos do ombro.

46. Bursite
inflamação das bursas com manifestação de dor na realização de certos
movimentos

47. Cabo-Guia ou de Segurança (NR-18)
cabo ancorado √† estrutura, onde s√£o fixadas as liga√ß√Ķes dos cintos de
segurança.

48. Cabos de Ancoragem (NR-18)
cabos de aço destinados à fixação de equipamentos, torres e outros à
estrutura.

49. Cabos de Suspens√£o (NR-18)
cabo de aço destinado à elevação (içamento) de materiais e equipamentos.

50. Cabos de Tração (NR-18)
cabos de aço destinados à movimentação de pesos.

51. Caçamba (NR-18)
recipiente met√°lico para conter ou transportar materiais.

52. Calha Fechada (NR-18)
duto destinado a retirar materiais por gravidade.

53. Calço (NR-18)
- acessório utilizado para nivelamento de equipamentos e máquinas em
superfície irregular.

54. Canteiro de Obra (NR-18)
√°rea de trabalho fixa e tempor√°ria, onde se desenvolvem opera√ß√Ķes de apoio e
execução de uma obra.

55. Caracteres Indeléveis (NR-18)
qualquer dígito numérico, letra do alfabeto ou um símbolo especial, que não
se dissipa, indestrutível.

56. CAT (NR-18)
- Comunicação de Acidente do Trabalho.

57. C√Ęmara de Trabalho √© o espa√ßo ou compartimento sob
ar comprimido, no interior da qual o trabalho est√° sendo realizado;

58. C√Ęmara de Recompress√£o – √© uma c√Ęmara que,
independentemente da c√Ęmara de trabalho, √© usada para tratamento de indiv√≠duos
que adquirem doença descompressiva ou embolia e é diretamente supervisionada por
médico qualificado;

59. Camp√Ęnula (NR-15) – √© uma c√Ęmara atrav√©s da qual o
trabalhador passa do ar livre para a c√Ęmara de trabalho do tubul√£o e vice-versa;

60. Capacete Рequipamento de proteção individual destinado a proteção da
cabeça.

61. Carneira
conjunto de tiras geralmente de pl√°stico ou couro situadas no interior de um
capacete com objetivo de ajustar o capacete a cabeça do usuário.

62. C√°usticos
Designação genérica dos ácidos e bases fortes. Os cáusticos agem no
organismo destruindo o tecido vivo.

63. CEI (NR-18)
Cadastro Específico do Instituto Nacional do Seguro Social РINSS, referente
à obra.

64. Chuva √°cida
chuva que se caracteriza por apresentar carterísticas ácidas, em virtude de
ter em sua composi√ß√£o √°cidos dilu√≠dos, em geral sulf√ļrico e ou n√≠trico. A chuva
ácida se forma a partir da reação de óxidos de enxofre e ou nitrogênio,
provinientes de poluição industrial, com a água presente na atmosfera. A reação
dos óxidos com a água atmosférica forma ácidos diluidos que se precipitam em
forma de chuva com pH menor que 5. Tamb√©m ocorrem outros tipos de precipita√ß√Ķes
√°cidas, como por exemplo, em forma de geada, granizo, neve ou neblina.
Os efeitos da chuva √°cida s√£o muito nocivos ao meio ambiente. Destroem
florestas, tornam o solo ácido, causam alteração química dos solos e envenenam
cursos d’√°gua. Ao atingir rios e lagos, matam peixes e outros organismos
aquáticos. Também causam danos nas cidades, principalmente na construção civil,
deteriorando o concreto e a estrutura dos prédios. Atacam os automóveis,
estragando a pintura e causando corros√£o de sua estrutura met√°lica.

65. Cimbramento (NR-18)
escoramento e fixa√ß√£o das f√īrmas para concreto armado.

66. Cinto de Segurança Tipo Pára-quedista (NR-18)
é o que possui tiras de tórax e pernas, com ajuste e presilhas; nas costas
possui uma argola para fixação de corda de sustentação.

67. CGC (NR-18)
inscrição da empresa no Cadastro Geral de Contribuintes do Ministério da
Fazenda.

68. Chave Blindada (NR-18)
chave elétrica protegida por uma caixa metálica, isolando as partes
condutoras de contatos elétricos.

69. Chave Elétrica de Bloqueio (NR-18)
é a chave interruptora de corrente.

70. Chave Magnética (NR-18)
dispositivo com dois circuitos básicos, de comando e de força, destinados a
ligar e desligar quaisquer circuitos el√©tricos, com comando local ou a dist√Ęncia
(controle remoto).

71. Cinto de Segurança Abdominal (NR-18)
cinto de segurança com fixação apenas na cintura, utilizado para limitar a
movimentação do trabalhador.

72. Circuito de Derivação (NR-18)
circuito secundário de distribuição.

73. Classes de Fogo
classificação do tipo de fogo, de acordo com o tipo de material combustível
onde ocorre.
As classes de fogo s√£o as seguintes:

‚ÄĘ Classe A – quando o fogo ocorre em materiais de f√°cil
combustão com a propriedade de queimarem em sua superfície e profundidade, e que
deixam resíduos, como: tecidos, madeira, papel, fibras, etc.;
‚ÄĘ Classe B – quando o fogo ocorre em produtos inflam√°veis que queimem somente em
sua superfície, não deixando resíduos, como óleo, graxas, vernizes, tintas,
gasolina, etc.;
‚ÄĘ Classe C – quando o fogo ocorre em equipamentos el√©tricos energizados como
motores, transformadores, quadros de distribuição, fios, etc.
‚ÄĘ Classe D – quando o fogo ocorre em elementos pirof√≥ricos como magn√©sio,
zirc√īnio, tit√Ęnio.

74. Coifa
1. em uma serra circular, o dispositivo destinado a proteger a regi√£o do
disco da serra.
2. tipo de chaminé usada para facilitar a exaustão de gases de um ambiente.

75. Coletor de Serragem
dispositivo destinado a recolher e lançar em local adequado a serragem
proveniente do corte de madeira.

76. Condutor Habilitado (NR-18)
condutor de veículos portador de carteira de habilitação expedida pelo órgão
competente.

77. Conexão de Autofixação (NR-18)
conexão que se adapta firmemente à válvula dos pneus dos equipamentos para a
insuflação de ar.

78. Código de Projeto o conjunto de Normas Técnicas
utilizadas no projeto e na fabricação de uma caldeira

79. Contrapino (NR-18)
pequena cavilha de ferro; de duas pernas, que se atravessa naponta de um
eixo ou parafuso para manter no lugar porcas e arruelas.

80. Contraventamento (NR-18)
sistema de ligação entre elementos principais de uma estrutura para aumentar
a rigidez do conjunto.

81. Contraventos (NR-18)
elemento que interliga peças estruturais das torres dos elevadores.

82. CPN (NR-18)
Comit√™ Permanente Nacional sobre Condi√ß√Ķes e Meio Ambiente do Trabalho na
Ind√ļstria da Constru√ß√£o.

83. CPR (NR-18)
Comit√™ Permanente Regional sobre Condi√ß√Ķes e Meio Ambiente do Trabalho na
Ind√ļstria da Constru√ß√£o (Unidade(s) da Federa√ß√£o).

84. Cutelo Divisor (NR-18)
l√Ęmina de a√ßo que comp√Ķe o conjunto de serra circular que mant√©m separadas
as partes serradas da madeira.

85. Curie
unidade de atividade de uma amostra radiativa, igual a 3,7 x 1010
desintegra√ß√Ķes por segundo. Equivale a 37 GBq (gigabequerel). S√≠mbolo Ci.

86. dB (decibel)
símbolo de decibel.

87. dB (A) (dê-bê-a)
indicação do nível de intensidade sonora medida com instrumento de nível de
press√£o sonora operando no circuito de compress√£o “A”. O dB (A) √© usadopara
definir limites de ruídos contínuos ou intermitentes.

88. dB (C) (dê-bê-cê)
indicação do nível de intensidade sonora medida com instrumento de nível de
press√£o sonora operando no circuito de compress√£o “C”. O dB (C) √© usadopara
definir limites de ruídos de impacto.

89. Decibel
décima parte do Bel, unidade de intensidade sonora no Sistema Internacional
de Unidades.
Símbolo dB.

90. Decibelimetro
aparelho utilizado para medir a intensidade do som.
.
91. Desmonte de Rocha a Fogo (NR-18)
processo de retirada de rochas com explosivos.
Inclui fogo e fogacho;
a) Fogo Рdetonação de explosivo para efetuar o desmonte;
b) Fogacho Рdetonação complementar ao fogo principal.

92. Dispositivo Limitador de Curso
dispositivo destinado a permitir uma sobreposição segura dos montantes da
escada extensível.

93. Desmonte de Rocha a Frio (NR-18)
processo de retirada manual de rocha dos locais com auxílio de equipamento
mec√Ęnico.

94. Doenças Ocupacionais ou Profissional (NR-18)
s√£o aquelas decorrentes de exposi√ß√£o a subst√Ęncias ou condi√ß√Ķes perigosas
inerentes a processos e atividades profissionais ou ocupacionais. Exemplo:silicose

95. Doenças do Trabalho
são aquelas doenças que podem ser adquiridas ou desencadeadas pelas
condi√ß√Ķes inadequadas em que o trabalho √© realizado, expondo o trabalhador a
agentes nocivos a sa√ļde. Exemplo: dores de coluna em motorista que trabalha em
condi√ß√Ķes inadequadas

96. DL-50 (Dose Letal Média)
em um ensaio com 100 cobaias, a dose, de um produto, necess√°ria para matar
50 cobaias.

97. DORT
Disturbios osteomusculares relacionados ao trabalho. Ver LER.

98. Dutos Transportadores de Concreto (NR-18)
tubula√ß√Ķes destinadas ao transporte de concreto sob press√£o.

99. Eclusa de Pessoal (NR-15) - √© uma c√Ęmara atrav√©s
da qual o trabalhador passa do ar livre para a c√Ęmara de trabalho do t√ļnel e
vice-versa;

100. Elementos Estruturais (NR-18)
elementos componentes de estrutura (pilares, vigas, lages, etc.).

101. Elevador de Materiais (NR-18)
cabine para transporte vertical de materiais.

102. Elevador de Passageiros (NR-18)
cabine fechada para transporte vertical de pessoas, com sistema de comando
autom√°tico.

103. Elevador de Caçamba (NR-18)
caixa met√°lica utilizada no transporte vertical de material a granel.

104. Em Balanço (NR-18)
sem apoio além da prumada.

105. Empilhadeira
m√°quina provida de motor destinada a empilhar e arrumar cargas em armazens,
parques ferroviarios, p√°tios, entre outros.

106. Empurrador (NR-18)
dispositivo de madeira utilizado pelo trabalhador na operação de corte de
pequenos pedaços de madeira na serra circular.

107. Engastamento (NR-18)
fixação rígida da peça à estrutura.

108. Engenharia de Segurança do Trabalho
ramo da Engenharia que se dedica a planejar, elaborar programas e a
desenvolver solu√ß√Ķes que visam minimizar os acidentes de trabalho, doen√ßas
ocupacionais, como também proteger a integridade e a capacidade de trabalho do
trabalhador.

109. Encarregado de Ar Comprimido (NR-15) Рé o
profissional treinado e conhecedor das diversas técnicas empregadas nos
trabalhos sob ar comprimido, designado pelo empregador como o respons√°vel
imediato pelos trabalhadores;

110. EPI (NR-18)
Equipamento de Proteção Individual Рtodo dispositivo de uso individual
destinado a proteger a sa√ļde e a integridade f√≠sica do trabalhador.

111. Equipamento de Guindar (NR-18)
equipamentos utilizados no transporte vertical de materiais (grua, guincho,
guindaste).

112. Ergonomia ( do Grego ergon, trabalho + nomos, lei)
Ergonomia é o conjunto de conhecimentos científicos relativos ao homem e
necessários a concepção de instrumentos, máquinas e dispositivos que possam ser
utilizados com o m√°ximo de conf√īrto e efic√°cia (Wisner – 1972). A ergonomia tem
por objetivo adaptar o trabalho ao homem, bem como melhorar as condi√ß√Ķes de
trabalho e as rela√ß√Ķes homem-m√°quina. A Ergonomia pode ser construtiva,
corretiva e cognitiva.

113. Escada de Abrir (NR-18)
escada de mão constituída de duas peças articuladas na parte superior.

114. Escada de M√£o (NR-18)
escada com montantes interligados por peças transversais.

115. Escada Extensível (NR-18)
escada portátil que pode ser estendida em mais de um lance com segurança.

116. Escada Fixa (tipo marinheiro) (NR-18)
escada de mão fixada em uma estrutura dotada de gaiola de proteção.

117. Escora (NR-18)
peça de madeira ou metálica empregada no escoramento.

118. Esfignoman√īmetro
aparelho destinado a medir press√£o arterial.

119. Estabelecimento (NR-18)
cada uma das unidades da empresa, funcionando em lugares diferentes.

120. Estabilidade Garantida (NR-18)
entende-se como sendo a característica relativa a estruturas, taludes, valas
e escoramentos ou outros elementos que não ofereçam risco de colapso ou
desabamento, seja por estarem garantidos por meio de estruturas dimensionadas
para tal fim ou porque apresentem rigidez decorrente da própria formação
(rochas). A estabilidade garantida de uma estrutura ser√° sempre objeto de
responsabilidade técnica de profissional legalmente habilitado.

121. Estanque (NR-18)
propriedade do sistema de vedação que não permita a entrada ou saída de
líquido.

122. Estaiamento (NR-18)
utiliza√ß√£o de tirantes sob determinado √Ęngulo, para fixar os montantes da
torre.

123. Estetoscópio
instrumento clínico usado para ausculta da região do tronco, em especial o
cora√ßo e os pulm√Ķes.

124. Estrado (NR-18)
estrutura plana, em geral de madeira, colocada sobre o andaime.

125. Estribo de Apoio (NR-18)
peça metálica, componente básico de andaime suspenso leve que serve de apoio
para seu estrado.

126. Estronca (NR-18)
peça de esbarro ou escoramento com encosto destinado a impedir deslocamento.

127. Estudo Geotécnico (NR-18)
s√£o os estudos necess√°rios √† defini√ß√£o de par√Ęmetros do solo ou rocha, tais
como sondagem, ensaios de campo ou ensaios de laboratório.

128. Etapas de Execução da Obra (NR-18)
seq√ľ√™ncia f√≠sica, cronol√≥gica, que compreende uma s√©rie de modifica√ß√Ķes na
evolução da obra.

129. Explosivo (NR-18)
produto que sob certas condi√ß√Ķes de temperatura, choque mec√Ęnico ou a√ß√£o
qu√≠mica se decomp√Ķe rapidamente para libertar grandes volumes de gases ou calor
intenso.

130. Fail-safe
conjuntos de medidas que visam minimizar os efeitos de uma falha.
O fail-safe pode ser passivo, ativou ou operacional

131. Fase de Embriaguês
Em um estado de embriaguês, as fazes que associam o comportamento do
embriagado, em função de seu comportamento e da concentração do alcool no
sangue.

As fases de embriaguêz são as seguintes:

‚ÄĘ Fase do Macaco √© a fase que ocorre quando h√° concentra√ß√£o de 0,6 a 1,5 mg de
√°lcool por litro de sangue.
Na Fase do Macaco o alcoolizado apresenta sinais de euforia e desinibição.

‚ÄĘ Fase do Leao √© a fase que ocorre quando h√° concentra√ß√£o de 1,6 a 3,0 mg de
√°lcool por litro de sangue.
Na Fase do Le√£o o alcoolizado apresenta sinais de valentia e agressividade.

‚ÄĘ Fase do Porco √© a fase que ocorre quando h√° concentra√ß√£o de 3,1 a 5,0 mg de
√°lcool por litro de sangue.
Na Fase do Porco o alcoolizado apresenta descontrole sobre si mesmo.
Em geral ocorrem vomitos e falta de equilibrio.O alcoolizado pode ainda evacuar
e urinar nas próprias vestes.

132. Ferramenta (NR-18)
utensílio empregado pelo trabalhador para realização de tarefas.

133. Ferramenta de Fixação a Pólvora (NR-18)
ferramenta utilizada como meio de fixação de pinos acionada a pólvora.

134. Ferramenta Pneum√°tica (NR-18)
ferramenta acionada por ar comprimido.

135. Flash-over
temperatura em que o calor em uma área ou região é alto o suficiente para
inflamar simultaneamente todo o material inflam√°vel a sua volta. O flash-over
caracteriza-se por inflamação dos gases presentes em um ambiente, fazendo com
que eles se incendeiem de repente, causando uma explos√£o em forma de “bola” de
fogo.

136. Fogo
manifestação de combustão rápida com emissão de luz e calor.
Para que haja fogo são necessários três elementos: combustível, combruente e
ignição (calor) .

137. Fonte fria
dispositivo portador de fonte radiativa que n√£o cont√©m fonte radiativa. √Č
usado geralmente para fins demonstrativos e did√°ticos.

138. Fonte radiativa
haste que contém uma fonte radiativa em atividade.

139. Freio Autom√°tico (NR-18)
dispositivo mec√Ęnico que realiza o acionamento de parada brusca do
equipamento.

140. Frente de Trabalho (NR-18)
√°rea de trabalho m√≥vel e tempor√°ria, onde se desenvolvem opera√ß√Ķes de apoio
e execução de uma obra.

141. Fumos (NR-18)
vapores provenientes da combust√£o incompleta de metais.

142. Gaiola Protetora (NR-18)
estrutura de proteção usada em torno de escadas fixas para evitar queda de
pessoas.

143. Galeria (NR-18)
corredor coberto que permite o tr√Ęnsito de pedestres com seguran√ßa.

144. Gancho de Moit√£o (NR-18)
acessório para equipamentos de guindar e transportar utilizados para içar
cargas.

145. Gases Confinados (NR-18)
são gases retidos em ambiente com pouca ventilação.

146. Guia de Alinhamento (NR-18)
dispositivo fixado na bancada da serra circular, destinado a orientar a
direção e a largura do corte na madeira.

147. Guincheiro (NR-18)
operador de guincho.

148. Guincho (NR-18)
equipamento utilizado no transporte vertical de cargas ou pessoas, mediante
o enrolamento do cabo de tração no tambor.

149. Guincho de Coluna (tipo “Velox”) (NR-18)
guincho fixado em poste ou coluna, destinado ao içamento de pequenas cargas.

150. Guindaste (NR-18)
veículo provido de uma lança metálica de dimensão variada e motor com
potência capaz de levantar e transportar cargas pesadas.

151. Gray
unidade de medida de dose absorvida equivalente a 100 rad. Símbolo gy.

152. Grua (NR-18)
- equipamento pesado utilizado no transporte horizontal e vertical de
materiais.

153. Hipertens√£o
- press√£o arterial com valor maior ou igual a 140/90 mmHg ou 14 por 9.
Também dita pressão alta

154. Hidrargirismo
- doen√ßa causada pela contamina√ß√£o por merc√ļrio.

155. Incombustível (NR-18)
material que n√£o se inflama.

156. IBUTG – √≠ndice de bulbo √ļmido-term√īmetro de globo.
índice usado para avaliação da exposição ao calor.

O IBUTG √© dado pelas seguintes express√Ķes:

1. Ambientes internos ou externos sem carga solar:
IBUTG = 0,7 tbn + 0,3 tg

2. Ambientes externos com carga solar:
IBUTG = 0,7 tbn + 0,1 tbs + 0,2 tg
Onde:
tbn = temperatura de bulbo √ļmido natural
tg = temperatura de globo
tbs = temperatura de bulbo seco.

157. Instala√ß√Ķes M√≥veis (NR-18)
cont√™ineres, utilizados como alojamento, instala√ß√Ķes sanit√°rias e
escritórios.

158. Instala√ß√£o Nuclear (Portaria n.¬ļ 001, de 08/01/1982)
aquela, onde o material nuclear, nas quantidades autorizadas pela CNEN, é
produzido, processado, reprocessado, utilizado, manuseado ou estocado. N√£o se
incluem nesta definição os locais de armazenamento temporário de material
nuclear, durante o transporte.

159. Insuflação de Ar (NR-18)
transferência de ar através de tubo de um recipiente para outro, por
diferença de pressão.

160. Intempéries (NR-18)
os rigores das varia√ß√Ķes atmosf√©ricas (temperatura, chuva, ventos e
umidade).

161. Isolamento do Local/Acidente (NR-18)
delimitação física do local onde ocorreu o acidente, para evitar a
descaracterização do mesmo.

162. Isolantes (NR-18)
são materiais que não conduzem corrente elétrica, ou seja, oferecem alta
resistência elétrica.

163. Jato de areia
equipamento capaz de que lançar, em forma de jato, grãos de areia fina em
alta velocidade. O jato de areia é utilizado para trabalhos artísticos em vidro,
remoção de pinturas e ou ferrugem, etc. O jato de areia foi proibido no Paraná,
por causar silicose.

164. Lançamento de Concreto (NR-18)
coloca√ß√£o do concreto nas f√īrmas, manualmente ou sob press√£o.

165. Lançamento de Partículas (NR-18)
pequenos peda√ßos de material s√≥lido lan√ßados no ambiente em conseq√ľ√™ncia de
ruptura mec√Ęnica ou corte do material.

166. Lençol Freático (NR-18)
depósito natural de água no subsolo, podendo estar ou não sob pressão.

167. Legalmente Habilitado (NR-18)
profissional que possui habilitação exigida pela lei.

168. LER РLesão por Esforço Repetitivo
O termo LER refere-se a um conjunto de doenças que atingem principalmente os
membros superiores, atacam m√ļsculos, nervos e tend√Ķes provocando irrita√ß√Ķes e
inflamação dos mesmos. A LER é geralmente causada por movimentos repetidos e
cont√≠nuos com consequente sobrecarga do sistema m√ļsculo-esquel√©tico. O esfor√ßo
excessivo, m√° postura, stress e m√°s condi√ß√Ķes de trabalho tamb√©m contribuem para
aparecimento da LER. Em casos extremos pode causar s√©rios danos aos tend√Ķes, dor
e perda de movimentos. A LER inclui várias doenças entre as quais, tenossinovite,
tendinites, epicondilite, síndrome do tunel do carpo, bursite, dedo em gatilho,
sindrome do desfiladeiro toracico e síndrome do pronador redondo. Alguns
especialistas e entidades preferem, atualmente, denominar as LER por DORT ou
LER/DORT. A LER também é conhecida por L.T.C. (Lesão por Trauma Cumulativo).

A LER pode ser classificada em
‚ÄĘ N√≠vel 1 – se a doen√ßa for identificada nesta fase, caracterizada por algumas
pontadas, pode ser curada facilmente
‚ÄĘ N√≠vel 2 – dor mais intensa, por√©m toler√°vel, mais localizada, acompanhada de
calor e formigamento.
‚ÄĘ N√≠vel 3 – nem o repouso consegue, nesta fase, fazer com que a dor diminua por
completo. Incapacidade para certas fun√ß√Ķes simples.
‚ÄĘ N√≠vel 4 – dores insuport√°vel e s√≥ pioram tornado a parte afetada dolorida, sem
for√ßa e deformada. Nesta fase o paciente tem depress√£o, ansiedade, ins√īnia e
ang√ļstia. A doen√ßa j√° n√£o tem mais cura.

169. Limite de Toler√Ęncia (NR-15)
a concentração ou intensidade máxima ou mínima, relacionada com a natureza e
o tempo de exposi√ß√£o ao agente, que n√£o causar√° dano √† sa√ļde do trabalhador,
durante sua vida laboral.

170. Locais Confinados (NR-18)
qualquer espaço com a abertura limitada de entrada e saída da ventilação
natural.

171. Luva
equipamento de proteção individual destinado a proteção das mãos e ou
antebraço.

172. Luxímetro
aparelho destinado a medir a iluminação de uma superfície.

173. Maconha
Planta cujas folhas e flores se usam como narcótico e produzem sensação
semelhante as provocadas pelo ópio. Seu nome científico é Canabis sativa. Seu
principio ativo é o THC (tetra-hidrocanabiol)

174. Man√īmetro
aparelho destinado a medir press√£o.

175. Mapa de Riscos
mapa que tem por objetivo indicar os riscos de um ambiente de trabalho.
Constitui-se uma planta do ambiente de trabalho, na qual se indicam através de
circulos coloridos os diversos tipos de riscos. Os círculos variam de tamanho,
sendo tanto maior quanto maior a gravidade do risco indicado.
No mapa de riscos o usam-se as seguintes cores:
O verde representa risco físico, o vermelho risco químico, o marrom risco
biológico,
o amarelo risco ergon√īmico e o azul risco mec√Ęnico;

176. M√°scara para Poeira
equipamento de proteção individual destinado a protejer o trabalhador contra
poeira.

177. Material Combustível (NR-18)
aquele que possui ponto de fulgor maior ou igual a 70oC e menor ou igual a
93,3oC.

178. Material Inflam√°vel (NR-18)
aquele que possui ponto de fulgor menor ou igual a 70oC.

179. M√°quina (NR-18)
aparelho pr√≥prio para transmitir movimento ou para utilizar e p√īr em a√ß√£o
uma fonte natural de energia.

180. Médico Qualificado (NR-15) Рé o médico do
trabalho com conhecimentos comprovados em Medicina Hiperb√°rica, respons√°vel pela
supervisão e pelo programa médico;

181. Mitridização
capacidade que possuem certos indivíduos de absorver lenta e gradativamente
pequenas quantidades de produto t√≥xico sem grandes conseq√ľ√™ncias.

182. Montante (NR-18)
peça estrutural vertical de andaime, torres e escadas.

183. NR
Norma Regulamentadora. As NRs s√£o elaboradas por comiss√£o tri-partite
incluindo governo, empregados e empregadores e publicadas pelo Ministerio do
Trabalho e Emprego. S√£o em n√ļmero de 29.

184. NRR (NR-18)
Norma Regulamentadora Rural.

185. OIT 174 (convenção OIT 174)
Convenção da Organização Internacional do Trabalho, editada em 1993, que tem
por objeto a preven√ß√£o de acidentes industriais maiores que envolvam subst√Ęncias
perigosas e a limita√ß√£o das conseq√ľ√™ncias desses acidentes. A Conven√ß√£o
aplica-se a instala√ß√Ķes sujeitas a riscos de acidentes maiores e n√£o se aplica:
a) a instala√ß√Ķes nucleares e usinas que processem subst√Ęncias radioativas, √†
exce√ß√£o dos setores dessas instala√ß√Ķes nos quais se manipulam subst√Ęncias n√£o
radioativas;
b) a instala√ß√Ķes militares;
c) a transporte fora da instala√ß√£o distinto do transporte por tubula√ß√Ķes.
O Brasil ratificou a OIT 174 em 02 de agosto de 2001.

186. Operador de Eclusa ou de Camp√Ęnula (NR-15)- √© o
indivíduo previamente treinado nas manobras de compressão e descompressão das
eclusas ou camp√Ęnulas, respons√°vel pelo controle da press√£o no seu interior;

187. √ďpio(Do grego opion “suco de papoula”)
Subst√Ęncia que se extrai do fruto maduro de diversas esp√©cies de papoulas (Papaver
sp.) e que é utilizada como narcótico.

188. Orla de Barton
Um dos sintomas que caracteriza a intoxicação causada pelo chumbo. A Orla de
Barton conciste em uma faixa, em coloração azulada, na gengiva e ou nos dentes.

189. OSHA – Occupational Safety and Health Administration
organiza√ß√£o americana de seguran√ßa e sa√ļde do trabalho. A OSHA dedica-se a
prevenir acidentes, doenças e mortes relacionadas ao trabalho. Foi criada em
1971, est√° vinculada ao U.S. Department of Labor e tem sua sede em Washington,
DC

190. Parafuso Esticador (NR-18)
dispositivo utilizado no tensionamento do cabo de aço para o estaiamento de
torre de elevador.

191. P√°ra-Raio (NR-18)
conjunto composto por um terminal aéreo, um sistema de descida e um terminal
de aterramento, com a finalidade de captar descargas elétricas atmosféricas e
dissipá-las com segurança.

192. Passarela (NR-18)
ligação entre dois ambientes de trabalho no mesmo nível, para movimentação
de trabalhadores e materiais, construída solidamente, com piso completo, rodapé
e guarda-corpo.

193. Patamar (NR-18)
plataforma entre dois lances de uma escada.

194. PCMAT (NR-18)
Programa de Condi√ß√Ķes e Meio Ambiente do Trabalho na Ind√ļstria da
Construção.

195. Perfil Profissiogr√°fico
descri√ß√£o detalhada e individualizada de cada uma das fun√ß√Ķes existentes em
uma empresa, levando em conta tarefas, equipamentos de proteção individual e
coletivos, equipamentos e máquinas utilizadas, meio ambiente de trabalho, rítmo
de trabalho, √°reade trabalho, entre outros.

196. Perímetro da Obra (NR-18)
linha que delimita o contorno da obra.

197. Período de Trabalho (NR-15) Рé o tempo durante o
qual o trabalhador fica submetido a pressão maior que a do ar atmosférico
excluindo-se o período de descompressão;

198. Pressão de Trabalho (NR-15) Рé a maior pressão
de ar √† qual √© submetido o trabalhador no tubul√£o ou t√ļnel durante o per√≠odo de
trabalho;

199. Pil√£o (NR-18)
peça utilizada para imprimir golpes, por gravidade, força hidráulica,
pneum√°tica ou explos√£o.

200. Piso Resistente (NR-18)
piso capaz de resistir sem deformação ou ruptura aos esforços submetidos.

201. Plataforma de Proteção (NR-18)
plataforma instalada no perímetro da edificação destinada a aparar materiais
em queda livre.

202. Plataforma de Retenção de Entulho (NR-18)
plataforma de prote√ß√£o com inclina√ß√£o de 45¬ļ (quarenta e cinco graus) com
caimento para o interior da obra, utilizada no processo de demolição.

203. Plataforma de Trabalho (NR-18)
plataforma onde ficam os trabalhadores e materiais necessários à execução
dos serviços.

204. Plataforma Principal de Proteção (NR-18)
plataforma de proteção instalada na primeira laje.

205. Plataforma Secundária de Proteção (NR-18)
plataforma de proteção instalada de 3 (três) em 3 (três) lajes, a partir da
plataforma principal e acima desta.

206. Plataforma Terciária de Proteção (NR-18)
plataforma de proteção instalada de 2 (duas) em 2 (duas) lajes, a partir da
plataforma principal e abaixo desta.

207. Pneumoconiose
doença do pulmão, causada pela contaminação por algum tipo de mineral ou
poeira. A pneumoconiose recebe diversas designa√ß√Ķes de acordo com o tipo de
poeira causadora da doença. A asbestose, a silicose são os exemplos de
pneumoconiose.

208. Postura
Posi√ß√£o ou posi√ß√Ķes que o corpo humano assume durante a realiza√ß√£o de uma
tarefa.

209. Prancha (NR-18)
1. peça de madeira com largura maior que 0,20m (vinte centímetros) e
espessura entre 0,04m (quatro centímetros) e 0,07m (sete centímetros).
2. plataforma móvel do elevador de materiais, onde são transportadas as cargas.

210. Pranch√£o (NR-18)
peça de madeira com largura e espessura superiores às de uma prancha.

211. Prisma de Iluminação e Ventilação (NR-18)
espaço livre dentro de uma edificação em toda a sua altura e que se destina
a garantir a iluminação e a ventilação dos compartimentos.

212. Protetor auricular
equipamento de proteção individual destinado a atenuar ruídos. Há diversos
tipos de protetores auriculares. Destacam-se os do tipo abafador e de inserção.
Protetor Removível (NR-18)
dispositivo destinado à proteção das partes móveis e de transmissão de força
mec√Ęnica de m√°quinas e equipamentos.

213. Protens√£o de Cabos (NR-18)
operação de aplicar tensão nos cabos ou fios de aço usados no concreto
protendido.

214. Proxêmica
1.ciência que estuda os aspectos culturais, comportamentais e sociológicos
das dist√Ęncias entre indiv√≠duos. 2. conhecimentos relativos ao uso humano do
espa√ßo, estudando a rela√ß√£o entre o indiv√≠duo e seu ambiente, as situa√ß√Ķes de
contato ou de n√£o contato entre as pessoas, estabelecendo dist√Ęncias
interpessoais.

215. Prumagem (NR-18)
colocação de peças no sentido vertical (linha de prumo).

216. rad
unidade de medida de dose absorvida, igual a quantidade de radaiação
ionizante, que provoca em um meio determinado a absorção de 100 erg de energia
por grama do meio. Um rad equivale a 0,01 gray (gy) Símbolo: rad .

217. Rampa (NR-18)
ligação entre 2 (dois) ambientes de trabalho com diferença de nível, para
movimentação de trabalhadores e materiais, construída solidamente com piso
completo, rodapé e guarda-corpo. Plano Inclinado.

218. RTP (NR-18)
Regulamentos T√©cnicos de Procedimentos – especificam as condi√ß√Ķes m√≠nimas
exig√≠veis para a implementa√ß√£o das disposi√ß√Ķes da NR.

219. Rampa de Acesso (NR-18)
plano inclinado que interliga dois ambientes de trabalho. Rede de Proteção -
rede de material resistente e el√°stico com a finalidade de amortecer o choque da
queda do trabalhador.

220. Risco
possibilidade real ou potencial capaz de causar les√£o e ou morte, danos ou
perdas patrimoniais, interrupção de processo de produção ou de afetar a
comunidade ou o meio ambiente.

221. REM
roentgen equivalent man. (radiação equivalente no homem). unidade de medida
de eficiência biológica da radiação. è igual a dose desta radiação, que
absorvida, tem o mesmo efeito que um rad de raios x. Equivalente a centesima
parte do Sievert (Sv).

222. Roentgen ou Röntgen
unidade de medida de dose de exposição à radiação. Símbolo R

223. Roldana (NR-18)
disco com borda canelada que gira em torno de um eixo central.

224. Rosca de Protens√£o (NR-18)
dispositivo de ancoragem dos cabos de protens√£o.

225. RSI – repetitive strain injuri – Les√£o por
Esforço Repetitivo РLER, em Ingles

226. Ruído Contínuo ou Intermitente
o ru√≠do cont√≠nuo √© o que apresenta emiss√£o de energia ac√ļstica com dura√ß√£o
superior a 1 segundo e sem intervalos em sua emissão. O ruído Intermitente é o
que apresenta interrup√ß√Ķes em sua emiss√£o.
Por extensão são considerados ruídos contínuos ou intermitentes os ruídos que
n√£o s√£o de impacto.

227. Ruído de Impacto
o ru√≠do que apresenta picos de energia ac√ļstica de dura√ß√£o inferior a 1
segundo, a intervalos superiores a um segundo. (NR- 15)

228. Segurança do Trabalho Рconjuntos de medidas que
são adotadas visando minimizar os acidentes de trabalho, doenças ocupacionais,
bem como proteger a integridade e a capacidade de trabalho do trabalhador.

229. Sapatilha (NR-18)
peça metálica utilizada para a proteção do olhal de cabos de aço.

230. Saturnismo
- doença causada pela contaminação por chumbo. Caracteriza-se por diversos
sintomas e pela orla de Barton.

231. Sievert
unidade de medida equivalente de dose de radiação ionizante no Sistema
Internacional de Unidades. O nome da Sievert foi adotado em 1979, pela
Conferência Geral de Pesos e Medidas, em homenagem ao físico suéco Rolf Sievert
(1898-1966) . O Sievert tem a dimens√£o de 1J/kg. 1 Sv = 100 REM (roentgen
equivalent man)
Simbolo: Sv.

232. Silicose
doença grave causada pela inalacão de poeira de sílica (SiO2), em geral
quartzo, mas também outros tipos de poeira como cristobalita e/ou tridimita, que
conduz a inflamação e cicatrização do tecido pulmonar.
Quando o trabalhador inala particulas de sílica o tecido pulmonar reage criando
nódulos ao redor da partícula. Com o evoluir da doença esses nódulos se
aglomeram e formam placas maiores, impedindo as fun√ß√Ķes b√°sicas do pulm√£o. A
evolução da silicose pode causar cancer de pulmão, bronquite e tuberculose e
mesmo morte.

233. Sinaleiro (NR-18)
pessoa responsável pela sinalização, emitindo ordens por meio de sinais
visuais e/ou sonoros.

234. Sinergismo é o que ocorre quando o efeito dos
produtos é ultrapassado por outro efeito.
Exemplo: o NaCl aumenta o efeito do SO2.

235. Sobrecarga (NR-18)
excesso de carga (peso) considerada ou n√£o no c√°lculo estrutural.

236. Soldagem (NR-18)
opera√ß√Ķes de unir ou remendar pe√ßas met√°licas com solda.

237. Talude (NR-18)
inclinação ou declive nas paredes de uma escavação.

238. Tambor do Guincho (NR-18)
dispositivo utilizado para enrolar e desenrolar o cabo de aço de sustentação
do elevador.

239. Tapume (NR-18)
divisória de isolamento.

240. Taquifilaxia
√© a toler√Ęncia desenvolvida ap√≥s poucas doses absorvidas do produto, por
depleção do mediador disponível.

241. Temperatura Efetiva
a temperatura calculada em função da temperatura de bulbo seco, temperatura
de bulbo √ļmido (umidade relativa do ar) e velocidade do ar, usada para avalia√ß√£o
do calor em ambientes de trabalho. Seu valor é obtido através de ábacos para
trabalhadores vestidos e/ou com dorso desnudo. Também dito Indice de Temperatura
Efetiva

242. Tendinite
(do Latin tendo, tendinis, tendão) Рinflamação de um tendão. Afecção que se
caracteriza por inflamação de um tendão, dor,formigamento, geralmente nos
membros superiores e nas m√£os e dedos. Ocorre em geral devido a LER/DORT.

243. Term√īmetro
aparelho utilizado para medir a temperatura.

244. Term√īmetro cl√≠nico
aparelho utilizado para medir a temperatura o corpo humano.

245. Term√īmetro de Bulbo √ömido
term√īmetro composto de uma haste contendo merc√ļrio e um pano √ļmido em sua
base. Destina-se a medir a umidade do ar.

246. Term√īmetro de Globo
term√īmetro composto de uma haste contendo merc√ļrio e uma esfera met√°lica que
engloba o corpo da haste, sem toc√°-la. Destina-se a medir a temperatura devida
ao calor irradiado.

247. Tinta (NR-18)
produto de mistura de pigmento inorg√Ęnico com t√≠ner, terebintina e outros
diluentes. Inflamável e geralmente tóxica.

248. Tirante (NR-18)
cabo de aço tracionado.

249. Toler√Ęncia de esp√©cie
é a insensibilidade de certa espécie a determinados produtos.
Exemplo: resistência do coelho à atropina, uma droga para fazer dilatar a
pupila. Para o coelho a atropina n√£o faz efeito.

250. Toler√Ęncia cruzada
√© a toler√Ęncia que ocorre com o uso simult√Ęneo de produtos farmalogicamente
relacionados em particular os que atuam no mesmo sitio receptor.
Exemplo: resistência do alcoólatra a anestésicos. Para muitos alcoólatras os
anestésicos não fazem efeito

251. Torre de Elevador (NR-18)
sistema metálico responsável pela sustentação do elevador.

252. Transbordo (NR-18)
transferência de trabalhadores de embarcação para plataforma de trabalho,
através de equipamento de guindar.

253. Transporte Semimecanizado (NR-18)
√© aquele que utiliza, em conjunto, meios mec√Ęnicos e esfor√ßos f√≠sicos do
trabalhador.

254. Trava de Segurança (NR-18)
sistema de segurança de travamento de máquinas e elevadores.

255. Trava-Queda (NR-18)
dispositivo automático de travamento destinado à ligação do cinto de
segurança ao cabo de segurança.

256. T√ļnel Pressurizado (NR-15) - √© uma escava√ß√£o,
abaixo da superf√≠cie do solo, cujo maior eixo faz um √Ęngulo n√£o-superior a 45¬ļ
(quarenta e cinco graus) com a horizontal, fechado nas duas extremidades, em
cujo interior haja press√£o superior a uma atmosfera;

257. Tubulão de Ar Comprimido (NR-15) Рé uma
estrutura vertical que se estende abaixo da superfície da água ou solo, através
da qual os trabalhadores devem descer, entrando pela camp√Ęnula, para uma press√£o
maior que atmosf√©rica. A atmosfera pressurizada op√Ķe-se √† press√£o da √°gua e
permite que os homens trabalhem em seu interior.

258. Ultravioleta
radiação eletromagnética, invisível ao olho humano, com comprimento de onda,
ÔĀ¨, situado entre 4000 √Ö (violeta) e aproximadamente o comprimento de onda dos
raios X de baixa energia). Subdivide-se em UVA ( ÔĀ¨ entre 3200 e 4000 √Ö) e UVB (
ÔĀ¨ entre 2900 e 3200√Ö) . S√≠mbolo: Uv.

259. Válvula de Retenção (NR-18)
a que possui em seu interior um dispositivo de vedação que sirva para
determinar √ļnico sentido de dire√ß√£o do fluxo.

260. Vaso dePress√£o
designação genérica dos equipamentos que contêm fluidos sob pressão interna
ou externa

261. Veículo Precário (NR-18)
ve√≠culo automotor que apresente as condi√ß√Ķes m√≠nimas de seguran√ßa previstas
pelo C√≥digo Nacional de Tr√Ęnsito – CONTRAN.

262. Vergalh√Ķes de A√ßo (NR-18)
barras de a√ßo de diferentes di√Ęmetros e resist√™ncias, utilizadas como parte
integrante do concreto armado.

263. Verniz (NR-18)
revestimento transl√ļcido, que se aplica sobre uma superf√≠cie; solu√ß√£o
resinosa em álcool ou em óleos voláteis.

264. Vestimenta (NR-18)
roupa adequada para a atividade desenvolvida pelo trabalhador.

265. Vias de Circulação (NR-18)
locais destinados à movimentação de veículos, equipamentos e/ou pedestres.

266. Vigas de Sustentação (NR-18)
vigas metálicas onde são presos os cabos de sustentação dos andaimes móveis